Comitê Estadual de Saúde debate retomada das atividades econômicas e sociais

Os avanços obtidos no enfrentamento da pandemia da Covid-19 e a necessidade de aperfeiçoar, constantemente, a transparência nos processos e o diálogo entre os diversos entes públicos da saúde e judiciário foram os destaques da 2ª Mesa do Comitê Estadual de Saúde do Rio de Janeiro. Realizada de forma virtual, nesta quarta-feira, 5 de agosto, a mesa discutiu as medidas de retomada das atividades econômicas e sociais no cenário da pandemia de Covid-19.

A Secretaria Extraordinária de Acompanhamento das Ações Governamentais Integradas da Covid-19 (SEC-COVID) foi representada pelo chefe de gabinete, Danilo Klein, que apresentou os indicadores mais recentes relacionados à pandemia e o mapa de classificação de risco por regiões de saúde no estado. Ele apontou a melhora geral nos indicadores, mas ressaltou que ainda há preocupação com algumas regiões e municípios: “Enquanto as regiões Metropolitana I e II, mais populosas, já passaram pelo pico da pandemia, no interior do estado, a gente vê cenários diversos, com municípios que ainda estão no pico”.

Outro ponto de destaque foi o alerta para que a população continue a seguir atentamente as regras para evitar a disseminação do vírus causador da Covid-19. “Estamos na bandeira amarela e isso não significa que está tudo resolvido. Muito pelo contrário, ainda precisamos tomar todos os cuidados, analisar a forma como as atividades econômicas irão retornar, apoiá-las em relação ao protocolo sanitário que devem seguir. E é importante destacar que, nem mesmo a bandeira verde, de menor risco, prevê liberação total, pois ainda existirão medidas restritivas como, por exemplo, evitar aglomerações”, apontou Danilo.

O evento contou com a participação de diversas instituições, entre elas o Tribunal Regional Federal da 2ª Região, o Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro, a Fundação Oswaldo Cruz e o Conselho de Secretários Municipais de Saúde.

Os participantes aprofundaram informações sobre a evolução da pandemia, bem como o esclarecimento de dúvidas dos membros do comitê sobre as estratégias de enfrentamento da pandemia, os indicadores utilizados pelas diferentes esferas de governo e os protocolos de retomada das atividades econômicas e sociais. Eles ressaltaram o importante papel do judiciário no enfrentamento da pandemia, ajudando a orientar e ordenar as ações da gestão pública.

O Comitê Estadual de Saúde é parte do Fórum Nacional de Saúde, criado em 2010 pelo Conselho Nacional de Justiça, e tem, entre seus objetivos, qualificar as demandas judiciais na área de saúde e aprimorar o diálogo entre os diversos atores envolvidos nessas demandas.

FIQUE POR DENTRO