Saúde da População Negra frente à pandemia da COVID-19

Buscando orientar profissionais de saúde para o melhor atendimento, respeitando as diferentes características de cada grupo da sociedade, a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES) publicou nota técnica com recomendações sobre cuidados à saúde da população negra, frente à pandemia da Covid-19 no estado.

O documento reforça a obrigatoriedade da coleta e preenchimento do quesito raça/cor, de acordo com a autodeclaração do usuário, nos formulários referentes à Covid-19, assim como em todos os sistemas de informação utilizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A superintendente de Atenção Primária da SES, Thaís Severino, explica que a nota técnica vai auxiliar a gestão durante a pandemia. “Se, por um lado, essa iniciativa é uma resposta decorrente do monitoramento dos registros nos instrumentos de notificação da Covid-19, por outro, visa qualificar o planejamento estratégico para tomada de decisão”, afirma.

Dessa forma, os dados são importantes para qualificar as informações em saúde relativas à pandemia no estado, permitindo, após análise, a implementação de políticas públicas que levem em conta as necessidades específicas dos diferentes grupos populacionais, como a população negra.

O material também recomenda que gestores, profissionais de saúde, conselhos de saúde e a população em geral levem em conta que a pandemia atinge as populações de forma distinta, devido a barreiras de acesso e condições sócio econômicas, produzindo iniquidades relacionadas à cor/raça. Assim, as medidas preventivas para isolamento social e manejo da pandemia devem ser baseadas na realidade de cada grupo e adaptadas de acordo com cada caso, tendo sempre como base o Plano de Contingenciamento do Estado do Rio de Janeiro.

Assim, são recomendadas estratégias específicas, como: realizar o monitoramento e o suporte das famílias e grupos vulneráveis; atentar para as necessidades e o cuidado em saúde mental; estimular a formação de redes de informação e de apoio; e estabelecer ações intersetoriais para os territórios de difícil acesso, que possam facilitar o acesso aos benefícios governamentais, a garantia de alimentação básica e apoio para isolamento adequado.

A nota técnica foi um trabalho conjunto da Subsecretaria de Gestão da Atenção Integral à Saúde (SGAIS) e da Subsecretaria de Vigilância em Saúde.

Acesse a Nota Técnica Conjunta SGAIS/SVS/SES-RJ nº2 no link abaixo:

Recomendações sobre cuidados à saúde da População Negra frente à pandemia da COVID-19 no Estado do Rio de Janeiro.

FIQUE POR DENTRO